Evento Editora Charme – Rio de Janeiro

by

eventocharme2407

Gente, no domingo, dia 24/07, nós temos um encontro no Rio de Janeiro! Vai ter bate-papo sobre os livros e vários brindes. E todas as autoras nacionais MARA da editora Charme estarão lá! Levem o seu Marquês! Vou ter brindes exclusivos para as candidatas a marquesa que levarem o seu Marquês! Yayy!

Quando e Onde?

Dia 24/07 – Domingo
Livraria da Travessa – 15h00 – Barra Shopping.
Autoras confirmadas: Cissa Prado, Aline Sant Ana, Martinha Fagundes, Gisele Souza, Paola Scott, Lucy Vargas, Lu Queiroz e Clara de Assis.
Confirme presença no evento do Facebook: https://www.facebook.com/events/1105307806179459/

Vou adorar encontrá-los lá! Fiquem ligados para mais notícias de eventos, pois mês que vem estarei na Bienal de São Paulo! 😉

Votação: Os fofoqueiros dos blogs vão aparecer no livro do Jared Ward?

by

sorvetenacaraquote

Uma das coisas que mais me divertiu na série Ward foi encarnar os blogueiros, cada um tem um blog diferente e uma personalidade. No livro 3 a gente até descobre o nome de 2 deles! Tem a Debbi, aquela que coloca o vestido Dior e é enlouquecida pelo Sean e que escreve o uppersofnewyork.net.

Tem o Jay, que é meio histérico e tem os posts mais cômicos. Ele dá altos ataques e fica puto da vida com os Ward, mas os ama do mesmo jeito e ele acha que a Candace é sua diva divina HAHAHAHAHHA Ele comanda o famousnewyorkers.com. Esses 2 são meus preferidos.

E ainda tem o cara mais contido e ácido, mas tão fofoqueiro quanto do manhattaninsiders.com. Ele também não perde os babados grandes, mas não tem a mesma rede de informação dos 2 anteriores. E tem a menina do newyorklife.com, segundo os outros 3 blogueiros ela é uma metida e eles adoram quando ela perde o furo. Como a festa de niver da Bel que ela não foi e não ganhou os doces!

E vocês, lembram desse post do Jay? Foi no Ward #2! Qual o seu momento preferido dos blogueiros da série Ward?

Vocês querem conhecer os blogueiros britânicos que também adoram espionar a vida do Jared Ward?

Sabia que lá na Inglaterra a fofoca é institucionalizada e tem sites enormes totalmente dedicados a isso? E SIM! Eles adoram postar sobre os Ward, estejam eles em Londres ou não! Será que eles vão aparecer no livro dele também? 😀

Votem enquanto eu me preparo para continuar o projeto do livro do Jared! É quando crio os blogueiros e onde eles serão inseridos na história. Ou não! Vocês escolhem!

Vote Aqui!

Sobre Indestrutível

by

Hey, gatas! Hoje eu vim falar um pouco sobre meu novo lançamento: Indestrutível

BANNER-Indestrutível-LucyVargas

Esse livro é diferente de todos os meus lançamentos até agora. Primeiro que ele foi escrito especialmente para ser lançado numa data especial: O Dia dos Namorados.

E por que eu resolvi fazer isso? Bem, como leitora voraz de romance desde bem nova, eu sempre acompanhei várias autoras que faziam lançamentos para datas especiais. É algo esperado no mundo dos romances lá da gringa e acho que por aqui tem toda chance de virar uma moda também, já vi alguns lançamentos baseados em datas de autores nacionais. Sim, eu tenho um outro livro que é dedicado ao Natal: Segunda Chance Para Amar. Mas ele foi escrito há 7 anos e apesar de ser um romance de Natal, não foi lançado no Natal.

Indestrutível será lançado na época do Dia dos Namorados. E a história dele gira em torno do Valentine’s Day no EUA e do Dia dos Namorados no Brasil. Meus dois personagens principais se dão essas datas de presente para se encontrar. E apesar disso, há toda a trama em volta deles que impossibilita que seus encontros se tornem algo mais do que casual. E você vai ter que ler para descobrir que treta enorme é essa que está entre eles. Dica: envolve diamantes, policia, muita grana e uma ladra profissional. Treta, treta, treta!

E a segunda coisa que torna esse livro diferente: Ele é meu primeiro lançamento escrito em primeira pessoa. Eu prefiro escrever na terceira pessoa e não acho que isso mudará, porém, nada me impede de fazer as duas coisas. No meu antigo site tinha um chick-lit totalmente virado para o lado cômico e era na primeira pessoa. E eu estou trabalhando em mais 2 projetos assim, um é um romance de época e outro uma comédia. Mas romance mesmo, é o primeiro que lançarei. Mas eu sei que meus lançamentos em terceira pessoa serão sempre mais numerosos.

indestrutível-lucyvargas-quote

E a terceira coisa (rola uma corada aqui): Esse é o livro mais explícito que já escrevi. Acho que o tema de Dia dos Namorados me inspirou. Mas desde que a ideia nasceu na minha mente, eu sabia que seria muito hot. E foi legal escrever um bocado de sexo do ponto de vista dos dois.

Eu sei que você que já leu os Ward vai dizer: Mas lá rola sexo caprichado, migs! Eu, particularmente, achei esse mais explícito. E os Ward não nasceram para ser tão quentes, mas eles se tornaram quentes que nem fogo e assim ficaram. Eles que escolheram, não me culpem, a história me levou. hahahaha Já com o Indestrutível, ele nasceu assim. HOT! 😀 É muito sexo bem feito, migs! Corre lá! Eu sei que está frio, mas liga esse ventilador!

E em Indestrutível, a gente deixou NY e foi para Chicago. Outra cidade que eu gosto muito e queria escrever sobre. E assim que a ideia veio, eu já ambientei lá imediatamente. Ela tem todo aquele sentimento de Chicago, o clima, as regiões, a miscigenação bem colocada, a história e os personagens. Você consegue reconhecê-los como parte do local onde moram. Não consigo imaginar a Robyn e o Daniel em outra cidade, ambos nasceram lá, apesar de suas famílias terem raízes em outros países. E eu adoooro esse multiculturalismo. Ambos são bons representantes disso. Você vai descobrir logo no começo do livro.

E eu me diverti muito escrevendo esse livro. Ri demais ao entrar na mente deles e criá-los e contar suas histórias através de seus pontos de vista. Esse livro foi escrito bem rápido, no intervalo que eu tinha antes de começar o próximo romance de época que sairá pela Editora Charme. E eu fiquei com medo de não conseguir terminá-lo à tempo e ter que largar para não perder o prazo de escrever o outro. Passei muitas noites sem dormir, dias inteiros e finais de semana trancada no quarto para conseguir terminar. E valeu a pena!

Espero muito que vocês gostem, criei essa história com muito carinho e pura falta de vergonha. E fiquei feliz pela minha disciplina em escrever todos os dias, sem falta para terminar esse trabalho. E tenho feito a mesma coisa com o romance que entregarei a editora. Escrever não é só criatividade, é disciplina também. Eu vivia pensando: Como elas conseguem escrever os lançamentos do ano (pelo menos 3 livros) e ainda lançar livros para datas especiais (como Natal e Dia dos Namorados). Agora, consegui!!! Yayy! Foi muito foco e disciplina (e Guaraviton e café e indo trabalhar em modo zumbi), porque a história estava pronta na minha mente.

To torcendo para vocês se apaixonarem pelo Daniel e pela Robyn. Essa história tem um pouco de tudo que gosto, bons personagens, drama, romance, um toque de aventura, um toque de coração partido e momentos divertidos. Prometo que ficarão entretidas por toda a leitura.

Então, feliz Dia dos Namorados!

Links de Compra: 

Play StoreiTunesKobo | Amazon: Em breve

Capa Revelada + Sinopse: Indestrutível

by

Finalmente chegou a hora de vocês conhecerem meu lançamento especial de Dia dos Namorados!

CAPA INDESTRUTIVEL800

Sinopse dupla:

Daniel

Eu a conheci através dos diamantes. Nossos encontros eram presentes de Dia dos Namorados em dois países.

Desde que conheci a mulher que virou minha mente e meu corpo do avesso, minha vida se resumiu a espera para tê-la nos braços. Éramos paixão, intensidade, desejo e anseio. Juntos, éramos indestrutíveis como as joias que viviam entre nós.

E tudo desmoronou. Eu não era apenas o amante. O perigo nos atingiu como uma locomotiva e me tornei o protetor. Meu trabalho girava em torno do maior ladrão de diamantes da década e me tornou o perseguidor. Até eu descobrir que não era o ladrão.

Não eram apenas diamantes. Não era só sexo. Não era apenas paixão. Era loucura, imersa em mentiras e necessidade. Ela não era para mim. Eu era incapaz de me afastar dela.

E aquela mulher seria a realização ou a destruição da minha vida.

***

Robyn

Eu o conheci através dos diamantes que roubei. Nossos encontros eram presentes de Dia dos Namorados.

Desde que conheci o homem que enlouqueceu a minha mente e o meu corpo, meus dias se tornaram uma espera eterna. Éramos explosivos juntos. Perdíamos os limites e o medo quando nos entregávamos um ao outro. Éramos indestrutíveis como as joias que estavam entre nós.

E então eu fui atingida. No ponto mais doloroso. E tudo mudou. Eu precisaria dele, mais do que aceitava. Mais do que cederia. E não poderia ser apenas sua amante especial. Eu era uma mentirosa, uma profissional, uma enganadora. E precisava dele para me proteger. Enquanto ele me caçava.

Não era mais pelos diamantes. Eu não o queria só pelo sexo. E não podia conter a paixão que nascia em mim. Era perigoso, era errado e eu não podia tê-lo. Mas era incapaz de deixá-lo.

E aquele homem era capaz de me descobrir e me destruir.

Lançamento:

12/06 em e-book na Amazon, iTunes e Kobo.
Lançamento adiantado – exclusivo – do Google Play: a partir do dia 01/06.

Capa por Mirella Santana 

O nome do livro foi escolhido numa promoção lá no nosso grupo do Facebook! Eu disse como era o livro e falei que precisava de sugestões! E a Paula Suecia deu essa sugestão maravilhosa!! Obrigada!

Fiquem ligados que vai rolar promo de marcadores do livro!

Série Ward: Por que Ward?

by

Por que Ward?

Eu simplesmente adoro esse nome. É forte, bonito e memorável. E também cabe na minha trinca de famílias com W, ele estava na minha lista há um tempo. Eu comecei oficialmente minha vida de escritora com os Wincross, depois Warrington e então os Ward. Juro que não foi de propósito. E todas eram supostamente para continuar em sagas familiares. Não tem como não gostar de uma boa saga familiar, você começa a ler o livro do irmão, aí ele tem uma irmã bacana. Oba, aquele ali é um primo bonitão e engraçado? Tem livro dele, né? Gente, o primo tem um irmão maravilhoso! E da-lhe livro! hahahaha Porém, coloquei os Wincross na geladeira. Mas sigo firme nas outras duas famílias. É só conseguir mais tempo para escrever e ambas terão livros saindo em breve!

Como Sean e Beatrice Ward nasceram?

Meus dois primeiros livros lançados são romances de época. Mas eu já havia escrito romances contemporâneos antes, só nunca lancei como livro. E havia até criado um curto romance em NY antes de ir lá, foi um bom treino. Mas eu queria escrever um romance contemporâneo e adulto. E sensual. Eu sempre li muito romance, eu sabia o que eu não queria para eles.

Eu tinha que criar personagens fortes, com demônios os atormentando e muita história em volta deles. Eu queria um mocinho bem cru, eu o tinha na mente, eu sabia que o faria sofrer. Eu queria alguém errado, defeituoso, obsessivo, machucado, destruído pela própria história. E mesmo assim, funcional, correto e maduro, não queria mais um homem tratando sua parceira como um lixo e usando seu passado como desculpa. E apesar disso, eu ia fazê-lo errar muito feio, não ia deixar a história sequer pensar em abrir com algo perfeito. Não gosto de perfeição, prefiro fantástico e sombrio. Desde o início eu sabia que era um risco e o leitor o odiaria de entrada e seria um ame ou deixe-o. Mas se ficasse, não haveria como voltar atrás.

teaser13

E por isso, há o lado bom (e arriscado) de começar a série pelo Quando Eu Olhar Pra Você (Ward #1). Porque você começa levando um soco. Começa tudo errado, você até odeia o Sean Ward nos primeiros capítulos. Até que quando percebe, ele mostra o que realmente é você nem o odeia mais. E um tempo depois, você está torcendo pelo cara. Aquele mesmo cara errado que merece uma surra pelo que fez. E eu adoro personagens que fazem isso comigo.

Eu queria que não fosse fácil entender a Beatrice no início, o leitor fica imaginando como diabos ela deixou isso acontecer com sua vida, por que ela não o deixou por todo esse tempo? Devia ter dado o fora, né? Chega até a pensar se ela está exagerando, talvez ela seja assim, mas ela começa tão fora do seu comum quanto o Sean. Cada um enxergando o seu lado. E de uma hora pra outra, ambos estão certos e ambos estão errados. E pera aí… não importa mais, eles precisam ficar juntos!

E do mesmo jeito, o lado bom de começar pelo Quando Eu Te Encontrar (Ward #0.5), é que você se apaixona por eles, os dois são irresistíveis juntos. E tem menos risco de abandoná-los. Sean é do tipo que você fica logo intrigada e pensa: Acho que eu manteria esse cara, hein. E Bea é legal e engraçada. E aí, você termina o prequel e começa a ler o Ward #1. E EPA! O que aconteceu aqui?? E leva aquele soco do mesmo jeito.

teaser11

Eu criei meu mocinho primeiro. Porque eu ia lhe dar um passado pesado e ia criar uma mulher madura, focada em sua carreira, divertida e apaixonada, mas eu sabia que ela começaria magoada e apagada. E pior, com medo do que sentia. Eu teria que lutar com os dois para trazê-los de volta. E então, eu criei o casamento arruinado dos Ward. Onde os dois eram os vilões de sua vida. E eu queria que fosse forte, eles não estariam juntos, mas a tensão sexual seria forte como uma corrente elétrica, porque eles teriam destruído tudo, menos o que sentiam um pelo outro. Eles seriam como imãs, assim que eu começasse a trabalhar para trazê-los de volta um para o outro e para o leitor, nada conseguiria mantê-los afastados. Daí, saíram Sean e Beatrice Ward. E aquela bagunça que eles eram.

Uma bagunça irresistível, vai! hahahaha

E você, como foi seu envolvimento com Sean e Bea? Você os odiou a primeira vista? Pensou em largá-los e não conseguiu? Ou mesmo ferrados como estavam, você já foi logo se apaixonando?

Compartilhe a experiência!

*Saiba tudo sobre os Ward na página da série*

*Esse post faz parte de um especial sobre os Ward com vários posts de assuntos relacionados ao universo da série. Não deixe de ler o post anterior que fala sobre como foi pesquisar em NY para ambientar a série*

1 2 3 4 5 15